0 usuário(s) on-line • inicialwebmailrestrito


— OUÇA —

     

Comunidades

NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS
Irineu Meneghini
Fone: (49) 3522.4387 | 3522.0795


Histórico

Naquele memorável 8 de julho de 2001, nossa Paróquia estava em festa! Inaugurava-se o singelo, mas ao mesmo tempo, majestoso monumento em honra àquela que carinhosamente chamamos de Nossa Senhora das Graças! A grande Medianeira de todas as graças!

Foi um domingo muito festivo, iniciando com uma procissão motorizada partindo da frente da Catedral até o local onde com uma solene celebração litúrgica, fazíamos de lá um lugar de orações e celebrações.

O monumento foi construído nesse local por ser um lugar onde os motoristas paravam para descansar e rezar. Praticamente quase dez anos se passaram e o que podemos afirmar é que, não passa nenhum dia sem que alguém, ao passar por ali não pare para elevar à nossa incomparável Mãe Celestial, suas preces de louvor e gratidão, deixar a seus pés as suas alegrias como também as suas angústias.

Naquele inesquecível dia, após a celebração, enquanto um coral da melhor idade entoava a Ave Maria de Gounod, um enorme Rosário com aproximadamente 7,3 metros, feito com bolas brancas de isopor, amarrado em oito balões, sendo três azuis, simbolizando a Santíssima Trindade e, cinco brancos para pedir a paz para o nosso mundo, subia ao céu, indo postar-se, a frente da imagem e em seguida subir lentamente até desaparecer no horizonte. Foram momentos de muita emoção, com palmas, lágrimas, silêncio e admiração. O rosário levava as seguintes mensagens:

“O Rosário é uma coroa de rosas que entre os povos representa uma oferta de amor e um sinal de alegria”
(Pio XII)

“Rezarei o meu rosário enquanto tiver alento. E, quando os meus lábios já não puderem pronunciá-lo, então, o coração rezará”
(São Paulo da Cruz)

Também levava um santinho, lembrança da inauguração e o telefone da Paróquia de Joaçaba.

Na tarde daquele dia, mais ou menos pelas 16:30 hs, o Padre Luiz Carlos recebia um telefonema do Sr. Jailson Corrêa, da cidade de Armazém, litoral Sul do nosso estado, dizendo:

“Estamos muito felizes por termos a sorte de ter encontrado o Rosário. Esperamos que, com isso nossa cidade se torne cada vez mais unida na fé. Nossa família recolheu o Rosário, com muita surpresa, reverência e alegria”.

Padre Luiz Carlos ficou muito surpreso, pois o rosário havia percorrido, em linha reta, uma distância em torno de 320km, pousando em um canavial, em Sertão dos Corrêas, comunidade da cidade de Armazém, pertencente à diocese de Tubarão.

No dia seguinte, o repórter da Rádio Tabajara, de Armazém, entrava em contato com a Rádio Catarinense de Joaçaba, transmitindo ter sido grande a emoção, a surpresa e a alegria daquela cidade em receber o Rosário o que consideravam ter sido uma graça que veio do céu até eles.

Por uns dias o rosário permaneceu na casa da família Corrêa, que o colocou em um lugar de destaque. Durante uma celebração de confraternização entre as comunidades do município de Armazém, realizada na Igreja Matriz São Pedro Apóstolo, o Rosário foi levado em procissão e em entrada solene colocado junto à imagem de Nossa Senhora, onde os fiéis se aproximavam para rezar. Ao término da confraternização, o Rosário voltou para a casa dos Corrêas, e ali permaneceu. Pouco tempo depois, o dono do terreno onde havia caído o Rosário, Sr. Agenor Feschi, aceitando o pedido da comunidade, doou aquela área onde foi construída uma Capela. Como simbolismo do Rosário que veio do céu, confeccionaram um grande Rosário de madeira e o colocaram no interior da Capela. A partir desse dia a Capela passou a ser um local onde são celebradas Missas, batizados e toda semana a comunidade se reúne para rezar o rosário.

Em 20 de outubro, Padre Luís Carlos e Padre Davi Picou, com um grupo de devotos de Joaçaba, estiveram no local e juntamente com o povo do lugar se confraternizaram e juntos rezaram o rosário. Logo após a oração, a comunidade apresentou um poema que compuseram em homenagem ao Santo Rosário (a esse poema foi adicionada uma melodia).

No primeiro sábado de cada mês, os devotos de Nossa Senhora se reúnem no monumento para rezarem o rosário. Em dias especiais é também celebrada uma missa.

A partir de 2003, todos os anos, no último domingo de novembro, acontece a romaria motorizada, saindo da frente da Catedral até ao monumento. Nessa romaria leva-se uma imagem de Nossa Senhora em cima do carro de bombeiros tendo a frente um número significativo de motociclistas que vão abrindo caminho como guardiões de Maria. Atrás um grande número de carros e ônibus levando o povo que alegremente e devocionalmente rezam e cantam. Ao chegar à praça do monumento, os carros são abençoados e inicia-se a Santa Missa.

Para cada ano é colocado um tema especial:

2003: O Rosário.
Após a missa foi colocado um grande rosário aos pés de Nossa Senhora.

2004: A Pastoral da Criança.
Lembrando os 10 anos dessa pastoral em Joaçaba.

2005: O Rosário Missionário.
Com as cinco cores que lembram os cinco continentes. Após a Missa foram distribuídos terços com as cores e pedido aos fiéis que rezassem o terço nas intenções do continente do qual a cor simbolizava.

2006: Pastorais da Paróquia.
Com seus respectivos banners apresentando-os na chegada.

2007: Capelinhas e Famílias.

2008: A vida.
Com o lema: "Nasceu vida e esperança da humildade de Maria".

2009: Caminhar com Maria.
Com o lema: "Pelas mãos de Maria seremos conduzidos a Jesus".

Texto: Comissão Servos de Maria

nossa senhora das graças


<- voltar
Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus • Joaçaba/SC
© Todos os direitos reservados • desenvolvido por: chimaru design